Olha só The Greatest Marriage

Quanto sofrimento você pode suportar? e em nome de quem?

The Greatest Marriage
The Greatest Marriage

Nome: The Greatest Marriage/ 최고의 결혼

Ano: 2014

Sinopse: Era uma vez uma Cha Ki Young que, aos 35 anos ainda não se casou e, pra falar a verdade, não tinha muita paciência com isso. Como jornalista ( e âncora de um jornal), ela escreve um livro junto com Park Tae Young, um rico herdeiro que prefere cozinhar ao invés de ser… tipo, só rico. Os dois namoram e, eventualmente, ela engravida. Tudo se complica quando, depois de ver o quão patriarcal é a família do namorado, ela pula fora dessa história de casamento. O problema é que, na Coreia, ser mãe solteira parece ser a pior coisa que pode acontecer a uma mulher. Assim, Cha Ki Young começa a comer o pão que o diabo amassou…

Dá para olhar aqui

Porque olhar: Se você é sensível e foi praticamente criada com mãe solteira como eu, a última coisa que você vai sentir é tédio. O Drama acompanha a trajetória sofrida de uma mãe solteira e choca o público com o tanto de “realidade” que é mostrado. Queria eu dizer que todos os assuntos abordados lá foram aumentados para fazer as lágrimas rolarem, mas a verdade é que foi muito pouco aumentado. Ainda hoje na Coreia, as mães solteiras abortam ou dão o filho para a adoção. Sem falar que a lei tende, sim, a ceder a guarda ao pai.

Grávida e sozinha. Tem drama maior que esse?
Grávida e sozinha. Tem drama maior que esse?

Se eu achava que tinha xingado bastante nas cenas do pai machista em The Heirs, eu não tinha xingado nem a metade do que deveria. A família do Tae Young é absurdamente tosca e machista, e para acrescentar mais realidade ainda à estória, Tae Young por ele mesmo está longe de ser o cavalheiro no cavalo branco.

O outro antagonista e companheiro de trabalho da Cha Kiyoung, Jo Eun Cha, é um personagem que acrescenta mais drama à trama. Ele vai de vilão à herói e, no final, termina como ser humano.

Apoio? Nem da própria mãe!
Apoio? Nem da própria mãe!

De forma geral, nos 16 episódios dá para sofrer e chorar muito com esse drama.

O que ajuda na jornada: O roteiro é bem distribuído e passar pelos 16 episódios é fácil. Mas, por ser um drama da Tv Chosun – que é um canal pago – o começo parece ser uma história mal construída, senão perdida. De fato, o drama foi ganhando fama aos poucos e passou a ser exibido no formato de um episódio por semana ao invés de dois.

Também, se a sua praia é protagonistas fortes, quando menos você esperar já está no final do drama.

O que não ajuda: Está procurando um romance mamão com açúcar? Não chegue nem perto! Gosta de torcer por alguém com que a protagonista deveria ficar? Duvido que você consiga escolher um dos dois: cada um é pior que o outro. A última coisa que você vai encontrar é romances felizes.

O final, por outro lado, é um mistério. Eu considero que, para os padrões coreanos, foi bom. É complicado para eles mostrarem um final satisfatório quando envolve uma questão polêmica como essa, e o fato do drama ter fama já é um bom sinal de que as coisas podem mudar. Mas, também, o final é a prova viva de que, no final das contas, coreano tende a ignorar problemas espinhosos.

Em resumo: Tá cansada de dramas muito açucarados? veja The Greatest Marriage. E depois volte a ver um açucarado, pois ninguém aguenta tanta tristeza assim.

Anúncios

2 comentários sobre “Olha só The Greatest Marriage

  1. Uau começar pensei nossa esse vai ser uma comédia, pois é, me enganei realmente cheio de dramas e reviravoltas nunca vi protagonista pra aguentar tanta bomba, pensei até em parar me senti cansada por ela.kkkk Mas vou seguir gostei do mistério… E a curiosidade me consome.kkkk

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s