Olha só The Heirs

Olá meu povo! hoje trago a resenha da sensação de 2013

The Heirs, com Lee Min Ho e Park Shin Hye
The Heirs, com Lee Min Ho e Park Shin Hye

Nome: The Heirs/ 왕관을 쓰려는자, 그무게를 견뎌라 (P.S.: em coreano, o título é a frase recorrente no drama “Aquele que deseja a coroa, deve suportar o seu peso”)

Ano: 2013

Sinopse: Era uma vez uma garota pobre – filha da empregada – que se apaixona pelo cara rico e tem que enfrentar a família malvada dele, que naturalmente é contra, claro. A vida do mocinho é um tanto complicado, pois ele é desprezado tanto pelo pai quanto pelo irmão. No meio disso vem a escola super alto estilo com bullying e aquela história toda que a gente viu em Hana Yori Dango (aka Boys Before Flowers, também com o Min Ho)

Dá para olhar aqui

Porque olhar: Vamos por partes. Se você é fã de kpop vai gostar de saber que tem um moço do CnBlue e uma moça do F(x) no elenco que, pasmem, Atuam bem PRA CARAMBA!

Lee Bo Na e Chan Young é uma grata surpresa. Um casal com química e charme, não tem como não amar Lee Bo Na e seus discursos rápidos

Lee Bo Na e Chan Young
Lee Bo Na e Chan Young

Já os protagonistas também foram um tiro em cheio. Min Ho, mais conhecido também como o melhor beijador da Coreia, não decepciona atuando como Kim Tan. Além do mais, ele nos presenteia com beijos como esse:

De tirar o fôlego!
De tirar o fôlego!

Um parêntese aqui: Dizem que, no roteiro, esse beijo era para ser devagar. Mas Lee Min Ho não nos decepcionou e foi com tudo! Selo Lee Min Ho de um beijo bem dado =P

Outro ponto forte do drama é a atuação e o personagem de Kim Woo Bin ( Como o irritante Kim Young Do)

              Era a atuação dele que era boa, juro!

Kim Young Do é o vilão que te irrita, mas no final você até entende o cara. Cheio de inseguranças, dá para sentir dó do coitado. Um ótimo desenvolvimento do personagem durante o drama, também.

Não posso deixar de elogiar a personagem da Cha Eun Sang. Ela é mais divertida do que o esperado, e conta com o diferencial de ter um amigo homem que não se apaixona por ela. 

O que ajuda na jornada: 20 episódios desanimam qualquer um cheio de preguiça como eu. Mas, incrivelmente, esse drama te prende desde o primeiro episódio com diálogos inteligentes e cenários agradáveis, como a casa de Kim Tan em L.A.

Durante a jornada, dá para você sentir dó, xingar certos pais loucamente e torcer por beijos com selo Min Ho.

(Aliás, quero acrescentar outro parênteses aqui. Fiquei com muita vontade de xingar um certo pai, torcendo para que alguém fizesse isso por mim. Infelizmente, na Coreia não se desrespeita os mais velhos, mas que deu vontade de dizer “Pai do Kim Tan, vai tomar no c*!”, deu.)

Mas nem tudo são flores; mais para o final começa as típicas enrolações. A vantagem é que não dura muito e, já que você chegou até o final, só mais um pouco acaba.

Eu considero um bom final, também.

Pobre Kim Tan sofrendo nessa casa feia
Pobre Kim Tan sofrendo nessa casa feia

O que não ajuda: Além da enrolação mencionada, a sinopse ( e a história, de certa maneira) é um pouco clichê. Muitos personagens perderam o rumo, como a vilã chatinha Yu Rae. Ela era chata e ficou chata até o fim. Há também os personagens desnecessários, como o Myeong Su. Acho que só chamaram ele para fazer aegyo durante o drama…

A trilha sonora também é algo que deixou a desejar. Love is the moment, do Changmin (2am) é uma música facilmente esquecível.

E vocês, o que acharam? Quem quer a coroa realmente tem que suportar seu peso? comentem ^^

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s